Nos tempos atuais, não é raro ouvirmos as pessoas reclamarem da falta de tempo. Porém, continuamos dispondo de 24 horas diárias, sete dias por semana. Seria então razoável entender que, na realidade, não nos falta tempo e sim, nos sobram tarefas?

A partir dessa análise, podemos concluir que, para que tenhamos mais tempo, uma alternativa lógica seria, delegar mais. Essa atitude nos exige dar ao outro a oportunidade de fazer uma tarefa que é nossa, mesmo sabendo da grande possibilidade dessa pessoa não realizá-la da mesma forma como faríamos. Contudo, ainda assim precisamos delegar.

Primeiro, porque precisamos de tempo para fazer novas atividades que irão nos direcionar para um crescimento e, segundo, pelo fato de que é uma forma de retribuir aquilo que alguém um dia fez por nós, dando-nos a oportunidade de crescer e aprender coisas novas.

Mas, vale ressaltar que delegar tarefas, não é a mesma coisa do que delegar responsabilidades. Em algumas situações, você até poderá compartilhá-las, mas ainda será o principal responsável e, por isso mesmo, deverá responder pelas mesmas.

Vamos supor, por exemplo, que você seja um gerente financeiro de uma empresa. Assim sendo, você poderá encaminhar tarefas como controlar o caixa e emitir relatórios aos seus subordinados, mas a responsabilidade das contas da empresa jamais deixará de ser sua.


Destaco a importância de não repassarmos nossas responsabilidades, porque muitas pessoas dizem que preferem não delegar, pois quando o fizeram “deu tudo errado”. Contudo, a única forma de evitar que isso aconteça é focando no repasse das tarefas, mantendo o controle das atividades e acompanhando de perto os resultados. Essa é a verdadeira arte de delegar.

Portanto, use um pouco do seu escasso e precioso tempo para refletir sobre quais tarefas você pode delegar e para quem. Feito isso, aproveite cada minuto que você irá ganhar com essa atitude para realizar tarefas diferentes, que sejam mais necessárias e relevantes, ou então para o seu próprio lazer, por que não?

Luciano Zorzal é palestrante, consultor, diretor de expansão da Zorzal Franquias, auditor líder ISO 9001:2015 da FCAV USP e sócio-fundador da Zorzal Consultores & Auditores Associados, empresa no mercado desde 2005 com atuação nacional na área de gestão empresarial e da qualidade, já certificada em conformidade com a ISO9001:2015 em janeiro de 2016.