Sou parte da solução ou do problema?

Quando somos contratados, a expectativa de todos, inclusive a nossa, é de que seremos solução para problemas específicos a serem resolvidos. Tão ansioso quanto o candidato à vaga, está o contratante, acreditando que enfim, poderá contar com alguém para ajudar a realizar as tarefas da empresa. 

Porém, não é raro encontrar nas empresas pessoas que, de forma consciente ou não, preferem fazer parte do problema e não da solução. Diante de um problema, somente sabem destacar as dificuldades. Frases como “Isso não vão dar certo”, “Eu não acredito…”, “Não vai dar tempo”, estão entre as suas preferidas.

Toda vez em que me deparo com comentários como esses, tenho por hábito fazer o seguinte questionamento: Entendo, então o que você sugere para solucionar o problema? Afinal é para isso que estamos nas empresas, para ser a solução! Curioso é observar as reações das pessoas. Muitas delas ficam sem resposta. Experimente. Melhor do que criticá-las ou iniciar uma discussão, é convidá-las para fazer parte da solução.

Será maravilhoso saber que dali poderão surgir contribuições valiosas, pois essas pessoas têm muito a dar.

Aos clientes interessam os resultados e, portanto, cabe a cada profissional gerar esse resultado. Acredito que quem não ajuda, com certeza está atrapalhando, na melhor das hipóteses, pelo simples fato de estar ocupando a vaga de quem poderia estar ajudando.

Observe as pessoas com as quais convive, que tipo de postura adotam?

E você? No trabalho, em casa, na escola, na comunidade você tem sido parte da solução ou do problema?

 

Autor do artigo:  Luciano Zorzal

Leave a Reply