Podemos reduzir a qualidade?

Especialmente em tempos de crise, não é raro ver empresas com foco em redução de custos. Em muitos casos, é uma questão de sobrevivência. A questão que se apresenta é: onde cortar?

O raciocínio lógico passa por manter o padrão do produto, atendimento e serviço prestado ao cliente. Se na crise há menos clientes, podemos concluir que a disputa entre a concorrência é mais acirrada. Ou seja, a empresa precisa ser ainda mais eficaz na condução de seus processos para que os mesmos produzam produtos e serviços que atendam aos requisitos dos clientes, e de preferência ainda os surpreendam em suas expectativas.

Mas infelizmente vemos empresários, “economizando” justamente no que vai entregar aquele que na prática é o que paga suas contas, ou seja, o cliente. Sinceramente não consigo entender o raciocínio por trás dessa prática.

Clientes satisfeitos comprarão novamente, indicarão para outros clientes, o que especialmente em tempos difíceis faz toda a diferença.

Portanto, empresário, ajustes suas contas, revise seus processos, elimine retrabalho desperdícios, mas não perca a qualidade de seu atendimento, produtos e serviços. Pois foram eles que trouxeram a sua empresa aonde ela está, e é a qualidade deles que garantirá o futuro de cada organização.

Autor do artigo:  Luciano Zorzal

Leave a Reply